X
Acesso aos Serviços

Notícias / Crea-BA

Notícias

Plenária do Crea recebe filho de Landulpho Alves

Luis Antonio Schneider Alves de Almeida falou sobre a trajetória do pai

10/06/2019



O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia recebeu na tarde desta segunda-feira (10) o filho de Landulpho Alves, engenheiro mecânico Luis Antonio Schneider Alves de Almeida. Na ocasião, foi apresentada a primeira edição do Prêmio, que leva o nome de um dos maiores expoentes da Agronomia da Bahia e do Brasil. A iniciativa, lançada na Bahia Farm Show, tem o objetivo de valorizar os profissionais da agronomia e incentivar a produção de tecnologias limpas como forma de reduzir o uso de agrotóxicos.

Feliz com o prêmio que leva o nome do pai, Luis Antonio de Almeida, apresentou um histórico profissional de Landulpho Alves, citando detalhes da sua carreira na Agronomia e na política, sem deixar de falar do grande pai que foi. “Fiquei muito emocionado com a homenagem que essa instituição está fazendo a memória dele que foi um grande profissional das ciências agrárias”, revela.

Para o presidente do Crea, engenheiro civil Luis Edmundo Campos, a presença de Luis Antonio Schneider Alves de Almeida, fortalece a iniciativa do prêmio, lançado oficialmente na plenária. “Estamos muito feliz com a presença do filho do  nosso homenageado na nossa plenária. Landulpho Alves marcou a história da Agronomia e nós acreditamos que podemos marcar a história das ciências agrárias baiana com importantes trabalhos”. Participou ainda da homenagem a Landulpho Alves, o conselheiro José Fernandes Filho.

Saiba mais – Voltado para as áreas de Agronomia, Engenharia Florestal, Engenharia Agrícola, Engenharia de Pesca, Engenharia de Aquicultura e Meteorologia do estado da Bahia, o Prêmio Landulpho Alves surgiu a partir de uma iniciativa do presidente Luis Edmundo Campos e da Câmara Especializada de Agronomia com a proposta de estimular a geração de conhecimento e a cultura empreendedora e tem como tema: “Iniciativas de tecnologias limpas utilizadas para reduzir o uso de agrotóxicos e propor à sociedade uma agricultura saudável”. As inscrições serão abertas no dia 29 de maio e se estendem até 31 de julho. Poderão participar os profissionais (modalidades citadas acima) que estejam devidamente registrados e regular com o Sistema Confea-Crea no estado da Bahia ou demais estados, desde que o projeto apresentado esteja em desenvolvimento dentro do território baiano.

Os três melhores projetos serão premiados com R$ 15 mil (1º colocado), R$ 7,5 mil (2º) e R$ 5 mil (3º), além de troféu e medalhas. A comissão julgadora é formada por professores de instituições de ensino, representante do Crea/Mútua, pesquisador da Embrapa, jornalista da área agropecuária, profissionais de entidades e representantes do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae); da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri) e da Secretaria de Ciência Tecnologia e Inovação (Secti).

Os projetos serão julgados quanto ao grau de inovação, aplicabilidade, impactos (influência positiva na aplicação) e apresentação.  O edital do prêmio estará disponível no site do Crea no dia do lançamento.

Nadja Pacheco

Fonte: Ascom Crea-BA

COMPARTILHE ESTE CONTEÚDO

notícias

ver todas

revista

Revista 64

Edição 64 | 2019


outras edições